Cult Trash #4: O Quarteto Fantástico, Cinderela Baiana e muito mais!

Oi pessoal! Mais uma vez aqui com o Cult Trash. Dessa vez falando sobre alguns filmes que ''marcaram'' por serem extremamente ruins! Tem filme que de tão ruim nem chegou a ser lançado, já outro que mesmo lançado foi um fracasso total e até alguns trashs que de tão ruins se tornaram legais hahaha. Vamos nessa!

Pra começar, um filme que nem se quer foi lançado. Motivo? De tão ruim, a produtora engavetou.

A primeira versão de Quarteto Fantástico em live action, produzida nos anos 90


Um elenco de estrelas, um roteiro intrigante, efeitos especiais de primeira linha e um orçamento milionário! Nada! Absolutamente NADA disso estava presente no primeiro filme do Quarteto Fantástico, filmada no começo da década de 1990, mas nunca lançado nos cinemas.

Mas o primeiro filme do do Quarteto Fantástico não foi aquele lançado em 2005, com a Jessica Alba e o Chris Evans?” – Não, não foi!

Muito antes disso, em 1983, o produtor Bernd Eichinger se reuniu com Stan Lee para obter o direito de produzir um filme sobre o Quarteto, o que acabou conseguindo 3 anos depois. A produtora de Eichinger tentou contato com a Warner e Columbia, mas o orçamento do filme acabou afastando os estúdios. Para não perder os direitos dos personagens, Eichinger se juntou a Roger Corman, especialista em filmes B, para executar um filme com um orçamento reduzido. De acordo com o próprio Eichinger “Eles não disseram que precisava ser um grande filme”.

As filmagens começaram em 28 de Dezembro de 1992 (os direitos terminavam no dia 31 do mesmo mês) e duraram apenas 25 dias. O filme, que deveria ter sido lançado em 1994 mas nunca chegou aos cinemas, agora está disponível para ser assistido no YouTube.

Se você quer saber o resultado, coloquei o filme completo abaixo, está legendado. Pegue a sua pipoca e aproveite essa pérola de quando a Marvel não era tudo isso nos cinemas.




O filme virou uma espécie de lenda urbana entre os fãs dos heróis, que ganhariam os cinemas dez anos depois em filme com Jessica Alba, e mais recentemente em uma versão igualmente desastrosa com Miles Teller.

Continuando...

Em 1998, a baiana Carla Perez era uma das mulheres mais desejadas do Brasil. Estrela do grupo “É o Tchan!”, a dançarina fazia dezenas shows por mês, foi uma das capas da Playboy mais vendidas de todos os tempos (615 mil exemplares) e até foi a protagonista de um filme!

Carla Perez em ''Cinderela Baiana''

Pois é. Dirigido por Conrado Sanchez, o filme “Cinderela Baiana” contava a história de Carlinha (plim!), uma moça pobre e de bom coração que, por causa de seu rebolado certeiro (plim!), conseguiu alcançar a fama (pliiiiiim!). A produção de baixo orçamento garante boas risadas para quem conseguir garimpar a fita de vídeo em alguma locadora ou pescar trechos como esse no Youtube.


O filme lançado em 1998 foi massacrado pelo público e pela crítica especializada, destacando entre os principais fatores a performance amadoresca e embaçada de Carla Perez, o enredo clichê (comparado por um crítico a um "plágio pobre de Uma Linda Mulher"), inúmeras inconsistências narrativas e péssimas atuações.

Carla Perez chegou até renegar o filme alguns anos atrás, dizendo: "se arrependia dele como atriz", e a seu pedido foi retirado de circulação alguns anos depois de seu lançamento; assim sendo, cópias físicas do filme são extremamente raras e difíceis de se obter. Entretanto, ele conseguiu sobreviver por intermédio de sites de compartilhamento de arquivos, e foi postado na íntegra no YouTube em 30 de janeiro de 2013. 

O filme acabou por adquirir um status de clássico cult entre apreciadores de filmes trash.

Em 15 de março de 2010, a revista Veja fez uma lista dos 10 piores filmes brasileiros de todos os tempos, e Cinderela Baiana apareceu em primeiro lugar. A autora da lista, Pollyane Lima e Silva, afirmou que "tudo já começou errado quando alguém pensou que uma dançarina de axé, por melhor que fosse, mereceria uma cinebiografia". Também se referiu ao filme como sendo uma "vergonha"

Abaixo o filme na íntegra, tem coragem? 



E agora? Rainha dos Baixinhos na área.

Xuxa Meneghel em seu filme lançado em 1988


O filme é “Super Xuxa Contra Baixo Astral” é mais um filme trash nacional, lançado na década de 80. Figurino? Enredo? Elenco? Ah, isso pouco importa, diante da belíssima atuação de Meneguel, nessa “aventura”. Ficou curioso para saber a sinopse? Está bom, eu conto:  Xuxa é uma apresentadora de televisão que convoca as crianças para colorirem muros pixados na cidade. Enquanto isso, Baixo Astral, um ser demoníaco que vive nos esgotos da cidade, decide se vingar de Xuxa seqüestrando seu cachorro, Xuxo. Xuxa, então, sai em busca de Xuxo, e vai parar em uma dimensão paralela, conhecida como Alto Astral. Que história mais fofuxa não? Agora, seja forte para assistir o filme abaixo.



“Super Xuxa Contra o Baixo Astral” pode até ter sua cota saudosista, mas eu os desafio a assistir depois de adulto. É vergonha alheia do início ao fim.

E mais encerrar...

Uma das maiores pérolas cinematográficas do Brasil, Faustão e Sérgio Mallandro em um filme de 1991.  

Clássica pérola do cinema nacional

''Inspetor Faustão e o Mallandro'' já é um clássico filme trash brasileiro do início dos anos 90. 

Atores principais? Nada mais, nada menos do que Sérgio Mallandro e Fausto Silva. Com uma dupla de “atores” dessas, já podemos até imaginar, que o filme promete. 

A sinopse é digna de aplausos: O feirante Faustão foi designado por Deus para ser o "Inspetor Faustão" e acabar com o contrabando de animais. Que coisa mais fofa, não? Com a ajuda de Mallandro, ele tenta resolver o caso do desaparecimento do último casal de uma espécie rara de codornas da Amazônia, cujos ovos são contrabandeados por possuírem propriedades afrodisíacas (Por favor, segurem os risos). Ah! Esqueci de mencionar. O filme é produzido pela “Xuxa Produções”. Alto nível.

Confira a melhor parte do filme: Mallandro e Faustão cantam o “Rap do Ovo”, enquanto um anão tosco requebra até o chão. Veja essa pérola abaixo:


Se você curtiu esse trash, assista ao filme completo AQUI, isso se você tiver coragem, rs.~

Encerrando por hoje, nos próximos posts estarei trazendo mais filmes, músicas e muito mais aqui no blog! Fique ligado! 

Depois disso tudo, é melhor ir desligando aqui.


Cult Trash #4: O Quarteto Fantástico, Cinderela Baiana e muito mais! Cult Trash #4: O Quarteto Fantástico, Cinderela Baiana e muito mais! Reviewed by Walter Segundo on 19:05 Rating: 5

Nenhum comentário

Latest in Sports

Na minha playlist, interativo, top 10